Secretdatingsite com


06-May-2017 11:25

Dentre os testes de cognição física, não houve diferença entre as três espécies no quesito de avaliação quantitativa: crianças e símios são igualmente capazes de estimar a quantidade de objetos.Nos quesitos de espaço e de causalidade entre fenômenos, crianças e chimpanzés foram iguais, mas os orangotangos destoaram para pior.Por exemplo: localizar um objeto desejado, escondido pelo experimentador; ou diferenciar uma caixa com duas bolinhas de uma caixa idêntica com cinco bolinhas.Já os testes de cognição social consideram as interações entre indivíduos, suas ações intencionais, percepções e conhecimento.Nessa mesma idade, porém, a previsão é que a nossa cognição social seja nitidamente superior à dos chimpanzés e orangotangos.Se for correta a hipótese da ‘inteligência geral’, crianças seriam superiores aos símios nos testes de cognição física também.Uma criança ajuda a outra a ficar de pé: espírito de solidariedade inato ou aprendido?Testes de cognição social com crianças e símios indicam que as capacidades cognitivas para a cultura e a vida social nascem conosco (foto: Mor Naaman – CC BY-NC 2.0).

I'm afraid I've spent too flirtatious a youth, and it isn't easy for me to settle.

Nos testes de cognição física, as crianças e os chimpanzés não diferiram estatisticamente, mas ambos tiveram desempenho melhor que os orangotangos.

Nos testes de cognição social, entretanto, as crianças mostraram-se muito superiores aos símios, que por sua vez não diferiram entre si.

Nesse caso, o sujeito aprende e imita uma ação observando o experimentador realizá-la; ou tenta encontrar um objeto seguindo a direção do olhar do experimentador; ou interage com ele objetivando ajudá-lo.

O gráfico à esquerda mostra que as crianças acertaram os testes de cognição física tanto quanto os chimpanzés, e o da direita mostra o contrário para os testes de cognição social: as crianças foram bem melhores! Os resultados obtidos pela equipe de Tomasello comprovaram a sua hipótese da ‘inteligência cultural’.À direita, a experimentadora tem as mãos ocupadas para abrir o armário, e a criança a ajuda.Modificado de Warneken e Tomasello, 2009.É ponto pacífico que os seres humanos são dotados de capacidades cognitivas superiores em relação aos símios, seus parentes mais próximos na evolução.Possivelmente, a aquisição dessa capacidade social se deu em algum momento entre um e dois milhões de anos atrás, quando a evolução foi selecionando cérebros dotados de mais que os 40 bilhões estimados para os australopitecos, nossos ancestrais africanos.